O que é o algoritmo do Instagram e como ele funciona?

20 Jun 2018

**Atualizado em 23/01/2019

 

Você pode ter recebido um pedido de um cliente para publicar aquele post de Instagram que diz que o alcance está limitado a 7% e que se as pessoas comentarem "Sim" o índice de alcance da conta vai aumentar. Esse tipo de ação volta e meia dá as caras no mundo das mídias sociais. Inclusive, há 2 anos escrevi sobre este exato mesmo assunto e você pode ler aqui.

 

Mas, como o algoritmo andou mudando, decidi escrever um post novinho para contar como ele está funcionando, verificar essa questão dos 7% e indicar o que você pode fazer para melhorar seus resultados no Instagram.

 

 

O que é o algoritmo do Instagram?

O algoritmo é como se fosse uma fórmula que considera diversos fatores e, como resultado, responde a seguinte pergunta: Para quem este post será exibido?

 

Ele é uma parte importante de todas as plataformas de redes sociais, e a principal razão de existir é que não tem como todos os usuários verem todos os posts de todos os perfis e páginas que seguem, é muita informação e de alguma forma ela precisa ser organizada.

 

Como funciona o algoritmo do Instagram?

Esta fórmula atualmente leva em consideração 6 pontos: Interesse, Tempo, Relacionamento, Frequência, Seguidores e Uso.

 

Vamos entender melhor o que quer dizer cada um desses itens.

 

Interesse: O algoritmo vai analisar se o usuário se envolve mais com imagens ou vídeos e, ainda, com que tipo de imagens ele tem mais chance de se envolver. Isso tudo graças às ferramentas de reconhecimento de imagem desenvolvidas pelo Facebook e que também estão em uso no Instagram. Assim, se um usuário curte e comenta muitas fotos de praias, é maior a chance de ele receber posts com fotos de paisagens.

 

Tempo: A chance de o Instagram exibir um post publicado há menos de uma semana é maior do que a de exibir publicações mais antigas.

 

Relacionamento: Quando um usuário interage frequentemente com um perfil, aumenta a chance de ele ver mais publicações deste perfil. Isso inclui curtidas, comentários, mensagens privadas, marcar um ao outro em fotos, etc.

 

Frequência: O algoritmo do Instagram vai selecionar os melhores posts desde a última vez em que o usuário abriu o aplicativo, assim, usuários que abrem o aplicativo várias vezes ao dia correm menos risco de ver publicações repetidas.

 

Seguidores: Quanto mais perfis o usuário seguir, mais variado será o seu feed, porque o Instagram terá mais posts de alta qualidade para exibir.

 

Uso: O tempo de permanência no aplicativo também é um fator importante. Usuários que usam rapidamente o Instagram verão apenas os melhores posts, e aqueles que ficam mais tempo navegando pelo feed verão publicações mais variadas e, possivelmente, de menor qualidade, quando rolarem o feed durante vários minutos.

 

E os 7% de alcance?

Não, o alcance do Instagram não é de 7% ao máximo. Se você analisar os resultados dos seus posts do perfil comercial, vai notar que alguns deles têm alcances maiores, outros menores, que alguns podem ter menos que isso e outros podem ultrapassar os 100%.

 

Antes de eu te apresentar alguns dados, vamos só revisar um item bem importante para esta história que é o Relacionamento: não adianta o usuário comentar "Sim" no seu post hoje e não interagir mais com suas publicações. O relacionamento do usuário com outros perfis precisa ser recorrente, se não for, com o tempo ele deixará de ver suas publicações de qualquer maneira.

 

**Atualização**

Em 22 de janeiro de 2019 o Instagram se posicionou sobre a questão do alcance em uma série de tweets.

Em tradução livre:

"Notamos um crescimento dos posts sobre a limitação de alcance das publicações do Instagram para 7% dos seguidores e gostaríamos de esclarecer isso.

 

O que aparece primeiro no seu feed é determinado pelos posts e perfis com os quais você se envolve mais, bem como outros fatores contribuintes, como a data da publicação, a frequência que você acessa o Instagram, quantos perfis você segue, etc.

 

Nós não fizemos nenhuma mudança recente no ranking do feed, e nunca escondemos publicações de pessoas que você segue - se você continuar rolando o fee, você verá as publicações. Novamente, seu feed é personalizado para você e evolui com o passar do tempo, baseado em como você usa o Instagram".

 

Vamos ver alguns exemplos?

Aqui estão os alcances das 9 melhores publicações  de 3 perfis nos últimos 3 meses.

O cálculo da taxa de alcance é feito com a seguinte fórmula: Alcance do post x 100 / Número de seguidores.

 

Perfil 1 - 800 seguidores

 

Post 1: 68,37%

Post 2: 66,37%

Post 3: 65,25%

Post 7: 62,75%

Post 8: 62,25%

Post 9: 62,12%

 

 

 

Perfil 2 - 10,7k seguidores

 

Post 1: 56,99%

Post 2: 50,06%

Post 3: 48,74%

Post 7: 34,26%

Post 8: 33,86%

Post 9: 33,38%

 

Perfil 3 - 11,5k seguidores

 

Post 1: 68,79%

Post 2: 63,12%

Post 3: 50,53%

Post 7: 41,97%

Post 8: 39,48%

Post 9: 39,40%

 

E a sua taxa de alcance, como está? Para descobrir, basta seguir o mesmo cálculo e você vai saber quanto do seu público está alcançando.

 

O que fazer para melhorar meu resultado?

Algumas coisas podem ser feitas para melhorar o resultado das suas publicações no Instagram e o seu foco precisa estar em melhorar o conteúdo. 

 

Conteúdo: Neste ponto você pode observar o que seus melhores posts têm, isso pode envolver: tipo de imagem ou vídeo; comprimento da legenda; tipo de texto da legenda; dia de publicação; horário de publicação.

 

Hashtags: Um outro ponto importante é testar hashtags para descobrir quais são as que mais trazem resultados. Isso pode ser visualizado abaixo de cada publicação, no item Ver Informações > Descoberta. No item Impressões desta área ele vai indicar se as pessoas localizaram seus posts por hashtags ou não. Um bom teste é usar uma hashtag única por semana para saber qual é a melhor.

 

Interação: Há alguns meses o Facebook começou a falar de interações significativas e, ao que tudo indica, para o Instagram isso envolve ter comentários em que as pessoas se marcam umas às outras e comentários com mais de 4 palavras que formem uma frase. Ou seja, volto a dizer: um simples "Sim" não vai significar muita coisa. ;)

 

Anúncios: Assim como o Facebook, a tendência é que os anúncios tenham um papel cada vez maior no Instagram. Nas últimas semanas, inclusive, já passou a ser possível usar publicações do perfil do Instagram em campanhas pagas criadas diretamente pelo Gerenciador de Anúncios do Facebook. Vale a pena aprender a criar campanhas no Instagram e começar a investir por lá, também.

 

Por fim, vale lembrar que, como tudo em marketing digital, não existe uma fórmula mágica. O segredo é entender o seu público e investir em entregar conteúdo que ele realmente quer ver. E só assim você poderá ter tranquilidade e não cair em qualquer modismo alarmante das redes sociais.

Gostou deste post?

Leia mais no nosso blog.

Conheça nossos cursos.

Acompanhe nossa página e nosso perfil.

 

Please reload

Please reload

  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon

© 2017 por Petit Mídias Sociais. Todos os direitos reservados. | Porto Alegre | Caxias do Sul | Gramado - RS | contato@petitmidiassociais.comCNPJ: 16.957.878/0001-50