Como fazer Curadoria de Conteúdo para mídias sociais?

22 Jan 2019

A curadoria de conteúdo é uma das ações mais básicas, mais feijão com arroz das mídias sociais. Mas essa simplicidade pode acabar trazendo problemas, porque pode até parecer simples, mas precisamos ter uma série de cuidados ao escolher conteúdos para nossas ações de mídias sociais, sem a estratégia certa, é fácil perder o foco da mensagem que você quer passar.

 

Além disso, pode rolar uma confusão entre curadoria e criação de conteúdo. Quer saber a diferença entre elas e como melhorar a sua curadoria de conteúdo? Continue a leitura, pois neste post explicaremos tudo!

 

O que é curadoria de conteúdo, afinal?

Você consegue imaginar a quantidade de informações que são produzidas e compartilhadas na internet, diariamente? Entre infográficos, vídeos, blogs, posts e tudo o que é criado ou replicado por meio de mídias sociais ou e-mail marketing, não há limites para os conteúdos que possam ser desenvolvidos para um público específico e compartilhados nos canais da sua empresa.

 

"Quem está fazendo tudo isso?", você deve estar se perguntando. São os criadores de conteúdo: as mentes criativas por trás do que o seu público está consumindo. E, com essa enorme diversidade de temas, matérias e meios em que podem ser propagados, não há uma descrição única e particular sobre o que é um criador de conteúdo.

 

Em meio a todo esse volume de informações — cada vez maior à nossa volta — não é de se admirar que encontremos pessoas com dificuldades para administrá-las. Afinal, qual conteúdo é, de fato, relevante para o meu público?

 

Agora você já deve estar entendendo porque a curadoria de conteúdo se faz necessária, não é mesmo? O processo de curadoria compreende a segmentação e a filtragem do material já criado para posterior envio para as personas, por meio do compartilhamento nos canais acessíveis.

 

A diferença entre curadoria de conteúdo e criação de conteúdo

Note, no entanto, que existe uma diferença entre esses dois conceitos:

 

Criação de conteúdo: criar o seu próprio conteúdo a partir do zero para compartilhar em seus canais.

Curadoria de conteúdo: usar materiais de terceiros sobre um tópico específico de outras fontes ou influenciadores para compartilhar em seus canais.

 

Por que as marcas devem fazer curadoria de conteúdo?
O conteúdo faz o mundo girar — ou, pelo menos, as mídias sociais, afinal. Com a acirrada concorrência batalhando pelo espaço no feed de notícias, é importante que a sua marca seja notada. E que melhor maneira de atrair a atenção do que compartilhar conteúdo relevante que agrade aos gostos, interesses e valores do público sem precisar esboçar algo do zero?

 

 

Aqui estão 5 razões pelas quais as marcas precisam fazer a curadoria do conteúdo (ou selecioná-lo) de forma consistente:

 

1. Maior tráfego orgânico

Se você jogar as suas cartas corretamente, terá uma ótima oportunidade de ser descoberto por meio dos mecanismos de busca sem gastar um centavo. Para fazer isso corretamente, você precisa desenvolver um plano de marketing de conteúdo, bem elaborado com as palavras-chave relevantes que deseja segmentar. Use isso como inspiração para incrementar tópicos e entrar em contato com influenciadores para obter sua opinião e publicá-la em seu blog.

 

2. Reconhecimento da marca

Share of Voice é um elemento essencial do marketing (esse cálculo determina o quão grande é a participação da sua marca na publicidade ou na conversa com o público-alvo em relação à concorrência). Fazendo uma boa curadoria e englobando tópicos que são valiosos para o seu público, você pode se tornar facilmente reconhecível e, até mesmo, ofuscar seus concorrentes.

A curadoria de conteúdo expande o número de posts que você pode distribuir pelos seus canais. Sem ela, seus recursos ficam limitados. Então, vale ser o primeiro na mente do seu cliente compartilhando novas ideias e materiais nas plataformas que eles mais usam.

 

3. Construção da comunidade

Por trás de cada parte do conteúdo há uma comunidade. Se você usar seu conteúdo para acertar as questões certas, cobrir os tópicos certos e comentar as notícias certas, você estará construindo uma comunidade fiel em pouco tempo. É importante frisar, no entanto, que a construção da comunidade pode se expandir fora da curadoria de conteúdo. De fato, responder à sua comunidade de maneira oportuna, participar de discussões em grupo e abordar revisões em sites são formas de criar seguidores leais.

 

4. Materiais de marketing

A curadoria de conteúdo traz muitos benefícios — são vários alvos atingidos com apenas um disparo. Ao mesmo tempo em que o seu conteúdo tem um tremendo impacto na construção e no envolvimento da sua comunidade com a sua marca, você também tem a vantagem de aumentar seus materiais de marketing.

Isso significa que você terá uma boa quantidade de suprimentos que poderá usar para redirecionar o conteúdo em outros canais ou até munir e fortalecer a sua equipe de vendas. Diga adeus à criação intensa e contínua de conteúdo e aproveite os frutos do seu trabalho em longo prazo.

 

5. Marketing de influência

A curadoria de conteúdo abre muitas portas para você ativar relacionamentos com os influenciadores. Use as colaborações deles como uma oportunidade para alcançar novos públicos e prolongar a sua mensagem ainda mais.

 

Agora que você já sabe o que é curadoria de conteúdo, é hora de falar sobre como você pode organizar um conteúdo certeiro e eficaz para seu público-alvo em mídias sociais.

 

Identifique o tipo de conteúdo que vai se alinhar com as suas personas

O público está no centro de todo o seu conteúdo. Antes de poder pressionar o botão "Compartilhar", você precisa saber com quem quer falar. As empresas muitas vezes têm diversas personas diferentes para as quais precisam selecionar conteúdo, e é por isso que é vital fazer a escolha certa para cada uma delas.

 

Depois de fazer a análise do seu público, você terá uma visão melhor sobre quais tipos de conteúdo suas diferentes personas terão maior probabilidade de interagir. Afinal, o marketing personalizado é inovador e pode ter efeitos extraordinários nos resultados de uma empresa.

 

A falta de conteúdo personalizado pode, inclusive, prejudicar os negócios. De acordo com um relatório da Infosys, 74% dos clientes sentem-se frustrados quando as marcas não lhes fornecem conteúdo individualizado. Ao mesmo tempo, 63% dos consumidores em todo o mundo ficam incomodados ao ver mensagens publicitárias genéricas repetidamente.

 

Mais cedo ou mais tarde as empresas precisam começar a investir em conteúdo personalizado e, felizmente, existem maneiras de automatizar esse processo para economizar tempo e recursos. Todas elas se alicerçam na construção bem elaborada de suas personas. Depois de ter a sua análise completa e definir um perfil para as personas da sua empresa, você pode filtrar sua pesquisa de conteúdo e encontrar tópicos relevantes com mais rapidez e precisão.

 

Quanto de conteúdo vindo de curadoria é suficiente?

Para decidir quanto conteúdo você deve selecionar, dê uma olhada na frequência atual de publicações e veja quanto conteúdo você está publicando no geral. Você está na sua capacidade máxima? Ou você está entregando muito menos do que deveria?

 

 

Se você publica menos do que deveria, é possível que tenha espaço para alguma curadoria em sua estratégia de conteúdo, e pode usar o conteúdo obtido por meio de curadoria para encontrar um equilíbrio de presença, sem ficar sumido demais e nem desgastar a relação com o público.

 

Curadoria demais

Empresas que publicam conteúdo de curadoria em 75% das suas publicações geram muitos cliques, mas poucas conversões. Não publicar conteúdo autoral o suficiente pode não atrair um público-alvo que não está pronto para comprar.

 

Autoral demais

Por outro lado, as empresas que publicam conteúdo de curadoria em até 50% das suas publicações acabam gerando menos cliques e, consequentemente, menos conversões. Talvez o público ignore as mensagens de marca ao longo do tempo se os canais estiverem saturados de conteúdo proveniente sempre da mesma fonte.

 

Mestres da curadoria

As empresas que publicam conteúdo curado entre 50% a 75% do tempo podem até gerar menos cliques, mas têm mais conversões. De acordo com dados do Socialbakers os cliques chegam a ser 20% inferiores aos dos curadores demais, mas a taxa de conversão chega a ser 10 vezes maior. Vale lembrar que essa regra não é, necessariamente verdadeira para você e sua empresa — faça alguns testes para encontrar o ponto ideal para o seu próprio negócio.

 

Como construir um fluxo de trabalho eficaz em curadoria de conteúdo?

Para organizar o conteúdo de curadoria em uma velocidade constante e consistente você precisa formar um time de alto desempenho com funções e responsabilidades bem claras. Veja a seguir como você pode distribuir as tarefas entre a sua equipe de marketing digital.

 

Estrategista de Conteúdo: Decide sobre o tipo de conteúdo de curadoria para garantir que ele se alinhe aos objetivos atuais da empresa. É sua responsabilidade selecionar o conteúdo que se encaixa melhor na estratégia da marca para evitar a replicação de conteúdo apenas pela quantidade. É também o trabalho dele decidir como e onde o conteúdo deve ser distribuído.

 

Curador de Conteúdo: Essa pessoa analisará todo o conteúdo selecionado para encontrar o melhor dos melhores. Ele estará à procura de conteúdo relevante para o setor, de alta qualidade e de acordo com os interesses de suas personas. Para alguém fazer bem esse trabalho, ele precisará ler todo o conteúdo. Se ele está contribuindo com os criadores, é seu trabalho fornecer um feedback ao autor que corresponda aos objetivos de sua empresa. Isso também pode ser feito adicionando hiperlinks, pontos de dados, imagens e outros conteúdos da marca.

 

Distribuidor de Conteúdo: É ele quem publica o conteúdo selecionado em todos os canais. Essa pessoa conhece as especificidades de todos os canais da empresa. Ele sabe como compactar o conteúdo em cada plataforma e, idealmente, como publicar no momento ideal para maximizar sua visibilidade e engajamento.

 

Gestor da Comunidade (Community Manager): Essa pessoa monitora o feedback sobre o conteúdo de curadoria e se envolve com o público em todos os canais.

 

Como medir os resultados de sua curadoria de conteúdo de mídias sociais?

A melhor parte do marketing de mídia social é a possibilidade de medir o resultado de cada uma das ações realizadas. Se você adicionar curadoria de conteúdo à sua estratégia, deve configurar os parâmetros de como planeja medir o seu sucesso, veja alguns exemplos de métricas para acompanhar:

 

Engajamento: Seu engajamento geral nas mídias sociais é algo que você provavelmente já está acompanhando, certo? Essa métrica diz respeito às ações da publicação (cliques, curtidas, comentários, compartilhamentos), dividida pelo alcance da publicação. É importante analisar o engajamento geral das suas publicações para poder identificar padrões.

 

Detalhamento das interações: É importante saber como seu o público está respondendo ao conteúdo selecionado. Você está recebendo muitos likes e reações? No caso das reações, você pode ver se elas são positivas ou negativas. E os comentários? Os comentários significam que essas postagens estão provocando conversas entre a sua comunidade.

 

Cliques: Se você estiver postando seu conteúdo de curadoria no seu website, pode ver se esses posts de blog estão gerando tráfego social e orgânico, para isso use os dados do Google Analytics e veja como seu conteúdo de curadoria se compara ao seu conteúdo autoral.

 

Número de seguidores: O seu número de seguidores está crescendo a cada mês, ou você está perdendo alguns? A publicação de conteúdo de curadoria pode ser uma faca de dois gumes, porque se você publicar com muita frequência, pode parecer spam. Se você não publicar o suficiente, seu conteúdo pode parecer muito com marketing. Caso não esteja havendo um balanço nessa questão, você pode descobrir dando uma olhada no seu número de seguidores.

 

Quer saber mais sobre métricas e relatórios? Nós explicamos tudo sobre elas no nosso curso online. Se você tem dúvidas sobre isso, vem dar uma olhada.

 

O marketing de mídia social não para e, para poder competir, você precisa ter um foco em criação e curadoria de conteúdo, mas lembre-se de não sair compartilhando qualquer publicação, a não ser que ela seja escolhida de forma criteriosa para falar com o seu público.

No fim do dia, não é a quantidade de publicações, e sim a qualidade delas que vai definir se elas vão gerar conversões para uma empresa. Invista em criação, curadoria e análise de métricas para entender os resultados e descobrir novos caminhos de alcançar as pessoas.

Gostou deste post?

Leia mais do nosso blog.

Conheça nossos cursos.

Siga nossa página e nosso perfil

Please reload

Please reload

  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon

© 2017 por Petit Mídias Sociais. Todos os direitos reservados. | Porto Alegre | Caxias do Sul | Gramado - RS | contato@petitmidiassociais.comCNPJ: 16.957.878/0001-50